Entre em contato

Currículo de Maurício Yared Rocha

Maurício Yared Rocha é jornalista e cineasta, especializado em Artes Visuais.  Nasceu em 05/06/70, em Curitiba, Paraná, mas até os 14 anos morou em Porto União, Santa Catarina.

Linha




Em Curitiba

 

  • Começou a trabalhar com televisão em 1986, aos 16, anos quando fazia o 2º grau no Colégio Santa Maria, em Curitiba. Criou, roteirizou, dirigiu, produziu e apresentou um programa mensal que ia ao ar no Circuito Interno de TV chamado “Perdidos na Manhã” – uma revista de variedades com e para os alunos do colégio.

 

  • Em 1987 montou uma pequena produtora de vídeo e fez diversos institucionais, vídeo-aulas, comerciais e reportagens diversas para empresas como Lorenzetti, Minasgás, Cofap, Encol, Sanepar, UFPr e PUC-Pr. Também fez seu primeiro curta de ficção, “Pra quem ainda acredita”.

  • Em 1988 entrou NA FACULDADE de Jornalismo da Universidade Federal do Paraná onde gravou uma série de vídeos de ficção, a maioria comédia.

 

  • Em 1989, dirigiu, roteirizou e apresentou “O Transportador”, um programa para caminhoneiros na TV Manchete local.

  • Em 1990 trabalhou como editor-chefe de jornalismo na Rede OM – uma emissora local, que retransmitia a TV Bandeirantes e depois passou a transmitir a Record.

 

  • Em 1992 colaborou com a transformação da Rede OM em CNT, uma rede de TV nacional.

  • Entre 1992 e 1996 trabalhou na RPC, uma filiada da Rede Globo, em Curitiba, como editor e pauteiro do Bom Dia Paraná e depois  como editor do telejornal da tarde.

 

  • Em 1993 também trabalhou na implantação do programa “Aqui e Agora” no SBT local.

  • Durante esse período (94-95) também foi roteirista e editor da TV Bamerindus no programa “TV Cliente”, uma revista de variedades exibida nas agências do Banco.

 

  • Em 1996 rodou e estreou seu primeiro curta-metragem profissional, ATRAÍDOS.

 

No RIo de Janeiro

 

  • No Rio de Janeiro trabalhou na Globo News de 97 a 2001 como editor-chefe de vários telejornais e como editor e roteirista de vários programas especiais, como “Austrália 2000”, “Os Sertões de Euclides da Cunha”, “Planeta Estufa”, “Vale da Promessa” e “Brasil 500”.

 

  • De 1997 a 2007 também desenvolveu vários trabalhos como diretor freelancer em produtoras locais, como videos de treinamento para os Postos BR e institucionais para o Ministério Público.

  • Em 2000 também trabalhou como roteirista da TV Escola, um programa do Ministério da Cultura exibido na TV Educativa. Como diretor e roteirista também produziu para o MinC um documentário sobre a pedagoga “Emilia Ferreiro”.

 

  • De 2002 a 2007, trabalhou no Projac Rede Globo como editor-chefe do “Linha Direta”, “Linha Direta Justiça (finalista do Emmy em 2007 e 2008) e “Linha Direta Mistério”, tendo participado da criação desses dois últimos.

 

  • De 2002 a 2003 também trabalhou no Projac Rede Globo como assistente de direção e roteirista na linha de show da Globo, no núcleo de Aloysio Legey: “Show da Virada”, “Clipes e Desfiles das Escolas de Samba”, “Festival  de Verão de Salvador”.

 

  • Em 2006 dirigiu para o Depto. Comercial da Rede Globo um vídeo institucional, “Show dos Astros”, com Francisco Cuoco, Maitê Proença e Paulo Silvino.

  • Em 2008, de volta ao Jornalismo da Globo, formatou e ajudou a implantar o programa “Globo Universidade” onde foi editor-chefe até 2011.

 

  • De 2011 a 2014 dirigiu, no Departamento de Comunicação da Globo, o programa “Globo Cidadania”, que reunia os programas Globo Educação, Globo Ciência, Globo Ecologia, Globo Universidade e Ação

 

Atualmente

 

  • Em 2014, passou a dirigir o programa “COMO SERÁ?” (www.comosera.com) , de sua autoria, no Jornalismo da Globo. A revista eletrônica, apresentada por Sandra Annenberg, vai ao ar todos os sábados das 7h às 9h da manhã.

 

 


 


 


 


O tempo passa e você vai guardando no armário um monte de fitas VHS, DVDs, papéis e ideias que você não sabe quando vai precisar e nem se vai precisar algum dia. Você simplesmente não quer jogar fora! São coisas que tem um valor sentimental tremendo e que fizeram – e fazem – parte da sua vida. Junto com essas coisas também vieram e foram pessoas, amigos, profissionais... gente da melhor qualidade que também não merecem ser esquecidos. Por isso abro aqui esse baú virtual de boas recordações. São filmes e vídeos de ficção que fiz de forma independente entre 1988 a 2002. Cada um deles traz junto uma história real em paralelo que é impossível esquecer. Foram momentos importantes e divertidos da minha carreira que não poderiam ser refilmados – ainda que a experiência fosse tentadora. Abraços Maurício Yared